A estréia do pato

Perder para o Corinthians na estréia da Taça Libertadores da América semana passada, não estava nos planos do São Paulo. Pior que isso foi a falta de empenho da equipe e o fato de não ter criado nenhuma jogada clara de gol. O jogo contra o Danúbio do Uruguai, no Morumbi, tornou-se de suma importância, vencer e convencer era preciso, trazer de volta a confiança da equipe e o apoio da torcida. Para isso o tricolor contou com a estréia de Alexandre Pato, que não atuou contra time de Parque São Jorge por questões contratuais envolvendo os dois clubes. Artilheiro do campeonato Paulista, ele era a esperança de gols da equipe Tricolor e não decepcionou. Marcou os dois primeiros gols de sua equipe, o primeiro uma pintura, criou jogadas, abriu a defesa da equipe uruguaia com sua boa movimentação. Parece que aos poucos Pato vai recuperando seu bom futebol, e isso será importante para o São Paulo na busca pelo Tetracampeonato da competição continental.

O Palmeiras vai bem….

Assistir-Palmeiras-x-Desportiva-ES-AO-VIVO-ONLINE-05-01-20152014 Foi o ano do centenário do palmeiras. Tirando as festividades e a conclusão da reforma do seu estádio, foi um ano pra se esquecer. Não ganhou nenhum título e ainda brigou pra não cair para a segunda divisão do campeonato brasileiro até a última rodada. Mas 2015 começa de um jeito diferente. A contratação do técnico Oswaldo de Oliveira foi acertada, calmo, com profundo conhecimento do futebol, sua presença inspira mais confiança do torcedor e acaba trazendo pra si a responsabilidade de vencer. Com as mais de 15 contratações, entre elas nomes como Zé Roberto e Dudu, que já estão atuando, e Arouca e Claiton Xavier, ainda em fase de preparação, o Palmeiras vem forte para essa temporada. Líder do grupo C do Campeonato Paulista, essa equipe promete trazer o orgulho do torcedor Alvi-Verde novamente. Não à toa o número de sócios torcedores vem crescendo a cada dia. É esperar pra ver.

São Paulo goleia e dá um chute na crise

Após o péssimo jogo de quarta feira contra o Corinthians pela Taça Libertadores da América, o São Paulo voltou à campo neste sábado diante do Audax pelo campeonato Paulista. Com Thiago Mendes no lugar de PH Ganso, que pediu pra não jogar, o Tricolor teve ainda o retorno de Pato ao ataque no lugar de Alan Kardek. Michel Bastos voltou a jogar no meio de campo. Diante de um adversário chato, que toca muito a bola, o time de Muricy Ramalho não encontrou dificuldades e acabou goleando por 4 x 0. Dois gols de Alexandre Pato e dois de Michel Bastos. Pato confirma a boa fase e é no momento uma das grandes esperanças de gol do Tricolor Paulista. Fácil ou não, o jogo serviu para acalmar os ânimos da torcida e diretoria e ainda elevar a moral dos jogadores. A equipe pode trabalhar em paz até o jogo da próxima quarta 25/02, contra o Danúbio do Uruguai no Morumbi pela libertadores. Qualidade a equipe tem, opções no banco também. Cabe ao técnico Muricy acertar a montagem tática da equipe, e aos jogadores fica a obrigação de se dedicar ao máximo dentro de campo, não aceitando a marcação adversária e buscando o gol sempre, na técnica, na raça ou como puder.

Dois extremos no majestoso. …

Foto: Sérgio Barzagui/Gazeta Press

Foto: Sérgio Barzagui/Gazeta Press

Após a partida de ontem, na Arena Corinthians uma coisa ficou clara: O Corinthians está voando e o São Paulo se arrastando. A Libertadores só começou para o Timão, marcação forte e compacta, espírito aguerrido e muita sede de ganhar. Tudo isso com muita organização tática, um time com a cara de Tite .  O Tricolor do Morumbi foi o oposto disso, futebol chato e burocrático, troca de passes que levam nada a lugar nenhum. No final, o placar foi justo. O erro do árbitro no segundo gol foi irrelevante, a vitória era óbvia desde o primeiro minuto de jogo.  Ao Corinthians cabe manter esse padrão de jogo e passará às oitavas com tranquilidade. Para o São Paulo, mudar a postura é fundamental, talvez a entrada de Centurion ajude a melhorar esse espírito de batalha , além de dar profundidade às jogadas.

Dória no São Paulo

Após vários dias de negociação, o São Paulo acertou a contratação do zagueiro Dória, ex-Botafogo, e que estava no Olimpique Marselha da França. Dória não disputou nenhuma partida pelo time principal, o técnico Bielsa não havia aprovado sua contratação, mas estava atuando pela equipe  B, e por isso está em condições físicas para atuar.

Após alguns anos sofrendo com uma defesa fraca, o Tricolor do Morumbi tinha a expectativa de contratar um nome forte para tomar conta da defesa. Dória é joven, alto, rápido e canhoto. Vem para ser o titular no lugar de Edson Silva, que apesar da boa temporada que fez em 2014, é muito lento e não inspira confiança.

Seu contrato vai até 30 de junho, caso o São Paulo passe para semifinal da Libertadores, existe a possibilidade de prorrogação do contrato até o fim da competição. Apesar do pouco tempo de contrato a aposta é válida e tem tudo pra dar certo. Dória entra em um time praticamente pronto, e que diante de um provável confronto contra o Corinthians, já na estréia da Libertadores, precisava de uma solução definitiva pra sua defesa.

 

A volta por cima do Sheik

Muita expectativa cercava a estréia do Corinthians na pré-Libertadores, contra o Once Caldas da Colômbia. A fiel torcida lotou a Arena Corinthians. Havia uma tensão no ar, afinal em 2011 o time de Parque São Jorge foi eliminado pelo Tolima, também da Colômbia, nessa mesma fase da competição. Seria mais um jogo complicado, muita retranca e catimba, teste para cardíaco. Quando o jogo começa o Corinthians parte para cima e o improvável acontece. Emerson Sheik, autor dos dois gols Corinthianos na final da Taça Libertadores de 2012, ídolo da torcida, mas que em 2014 foi colocado de lado por Mano Menezes e acabou sendo emprestado ao Botafogo. Onde pouco tempo depois foi dispensado. Sob desconfiança voltou, trabalhou e conquistou a titularidade. E em menos de um minuto, em jogada individual pela ponta esquerda tentou o cruzamento, a bola tomou o rumo do gol e encobriu o goleiro. Pronto, toda a tensão sumiu. O Corinthians sofreu menos que o esperado, jogou mais solto, mesmo com a bobagem de Paolo Guerreiro o time acabou goleando. Tão importante quanto a vitória, foi ver um ídolo renascer.

A Pré-Temporada no futebol brasileiro

Há muitos anos ouvimos as reclamações sobre a pré-temporada no futebol brasileiro. A conversa é sempre a mesma: Não tivemos os trinta dias de férias. O tempo é insuficiente pra montar a equipe. E por aí vai.

Aos poucos essa realidade está mudando, pelo menos na elite do nosso futebol está. Os trinta dias de férias têm sido respeitados nos últimos anos. E 2015 começa com novidades. Corinthians e Fluminense foram até a Flórida disputar um torneio contra Bayer Leverkusen e Colônia. Já o Flamengo, o Vasco e o São Paulo jogaram um triangular na Arena Amazônia. Dentre os benefícios desses torneios amistosos podemos citar: Preparação das equipes contra adversários fortes, que irão ajudar na montagem tática do time, além de adquirir ritmo de jogo. Compensação financeira que gera uma receita importante já na pré-temporada, algo em torno de mais de 1 milhão de Reais. E por último, a divulgação da marca do clube em um mercado diferente, conquistando novos torcedores e investidores.

Tomara que a  moda pegue, os clubes só tem a ganhar.